5 remodelações cozinhas pequenas: ficaram irreconhecíveis!

Request quote

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
By clicking 'Send' I confirm I have read the Privacy Policy & agree that my foregoing information will be processed to answer my request.
Note: You can revoke your consent by emailing privacy@homify.com with effect for the future.

5 remodelações cozinhas pequenas: ficaram irreconhecíveis!

Sílvia Cardoso—homify Sílvia Cardoso—homify
modern  by Transition Interior Design , Modern
Loading admin actions …

Depois da fachada, talvez seja a cozinha a parte que mais chama a atenção quando se remodela uma casa pois é a zona que mais se utiliza, que apresenta maior desgaste e que necessita de se ir adaptando à passagem do tempo, tornando-se mais funcional.

Neste livro de ideias, apresentamos-lhe cinco fantásticas transformações de cozinhas pequenas. Em alguns casos, a área foi ampliada através de remoção de paredes. Outras cozinhas há que se mesclaram, num mesmo espaço, com a sala de jantar e a sala de estar, criando-se um lugar mais luminoso, amplo e fresco.

Em todas as propostas, as cozinhas modernizaram-se e encheram-se de luz, ganhando uma nova aura, mais agradável para envolver os momentos em família.

Quer conhecê-las?

1. Antes: funcional, mas antiquada

A cozinha da imagem não está em mau estado de conservação. Contudo, tem um aspecto antiquado e pouco funcional: é muito fechada, pequena, sem luz e com azulejos que já não estão na moda. As portas de madeira alaranjada estão também ultrapassadas. Os móveis de cozinha formam um “L”, mas o ângulo apertado deixa-nos a sensação de que é difícil preparar os alimentos num espaço tão exíguo. Vamos ver como ficou após a transformação.

Depois: aberta e luminosa

Mas que grande mudança! A distribuição interior da casa encerrava cada actividade em divisões diminutas e pouco funcionais, como vimos na imagem anterior. A reforma consistiu em eliminar essas paredes intermédias e integrar áreas e ambientes para facilitar a comunhão entre luz, espaço e cor.

O resultado é maravilhoso: a nova cozinha aproveita cada centímetro disponível e, apesar de ser pequena, cozinhar é agora uma tarefa que pode ser feita num ambiente amplo, agradável e luminoso. Uma parede alta foi coberta de armários que mantêm os utensílios e os ingredientes ordenados e resguardados. Os electrodomésticos embutidos não deixam cabos à vista. No balcão—que serve também como área de refeições informais—encontram-se a pia e mais áreas de arrumação. Os candeeiros em bronze suspensos rematam a decoração do espaço.

O projecto é da Transition Interior Design.

2. Antes: de que século?

Esta casa contava com uma característica especial: parte da planta baixa estava afundada abaixo do nível do solo pelo que os profissionais tiveram que ter em conta este problema e perceber como iam iluminar e ventilar o espaço. A cozinha era escura e os armários deveras antiquados com cortinas a cobri-los, tal como se via antigamente. A luz natural era inexistente e a luz artificial ténue. A cor escura dos revestimentos não ajudava a melhorar o cenário sombrio. Este espaço carecia de uma completa renovação. Em boa verdade, nada aqui se aproveita.

Depois: iluminada e bem distribuída

Como seria de esperar, a cozinha foi completamente alterada—desde os móveis ao revestimento das superfícies. É agora um espaço acolhedor, bem iluminado—artificialmente e naturalmente—e com os armários bem distribuídos. Retiraram-se os móveis superiores e abriu-se uma janela horizontal. A cozinha surge agora numa lógica de espaço aberto, o que a torna muito mais luminosa. Os armários apresentam um harmonioso contraste entre o branco e a madeira e a azulejaria traz uma nota de cor à área.

O gabinete Alice Bizien foi o responsável por este projecto.

3. Antes: velha e desgastada

Esta pequena cozinha era pouco convidativa. A combinação dos azulejos do piso e da parede era desagradável, os móveis antiquados e o esquentador à vista não ajudava. Repare, ainda, como a iluminação artificial era demasiado branca e fria. Era urgente mudar.

Depois: moderna e confortável

U-a-u. É difícil acreditar que este é o mesmo espaço. A cozinha foi totalmente renovada, tendo-se apenas mantido a distribuição dos móveis. No lugar do esquentador, há agora um exaustor que desemboca sobre o fogão. O armário sob as janelas foi modificado e tem agora portas deslizantes brancas e lisas. O desenho do piso replica-se nas paredes com um tom alaranjado a enfatizar a calidez do lugar. As superfícies brancas dos armários criam uma sensação de amplitude, modernidade e limpeza. 

Fomos de cozinha de terror a cozinha onde temos vontade de cozinhar uma deliciosa refeição.

A remodelação é da autoria do atelier Apal Estudio

4. Antes: espaço mal organizado

Antes da remodelação, a cozinha parecia ter os seus vários elementos amontoados. Havia um sem fim de pequenas informações e de áreas distintas dentro da mesma divisão, mas sem uma lógica distinta e funcional. Embora existissem vários armários, os utensílios estavam expostos por toda a parte. As cores e a frieza da iluminação não ajudavam a compor o cenário. 

Depois: funcional e actual

A cozinha surge integrada num único espaço com novos armários, cores e organização. A parte baixa é revestida por madeira clara e os armários superiores são em branco, reflectindo assim a luz que entra na divisão. Os electrodomésticos em aço inoxidável combinam com este novo espaço moderno e minimalista. A cozinha forma um “U” que integra, num dos seus lados, o balcão para refeições. A parede onde previamente se encontrava a área de refeições está agora desimpedida e foi pintada num elegante tom cinza acastanhado.

Um projecto do gabinete Cocinas Santos.

5. Antes: nada se podia aproveitar

Até agora, temos visto cozinhas que, apesar de não serem bonitas, ainda são minimamente funcionais. Caso para dizer que, a cozinha da imagem, nem uma coisa, nem outra. Para se tornar habitável, a cozinha deveria ser profundamente renovada. As paredes estavam sujas, a pedra do balcão destruída, o fogão e forno insalubres, o piso em muito mau estado e as instalações eléctricas perigosas. Está preparado para o que se segue? Não a vai reconhecer.

Depois: linhas limpas e minimalistas

Para começar, a porta e a parede que separavam a área de serviço e a cozinha foi removida, expandindo a área, e abriu-se uma porta de vidro opaca. Os armários foram distribuídos linearmente, estando os electrodomésticos embutidos na parede paralela ao balcão principal. O armário branco e brilhante e o tom cinza escolhido para a parede e o balcão oferecem elegância e sofisticação a este espaço.

Um projecto da Renova Interiors.

Modern Houses by Casas inHAUS Modern

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!