Decoração de cozinha pequena e moderna: como planear e optimizar o espaço!

Request quote

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
By clicking 'Send' I confirm I have read the Privacy Policy & agree that my foregoing information will be processed to answer my request.
Note: You can revoke your consent by emailing privacy@homify.com with effect for the future.

Decoração de cozinha pequena e moderna: como planear e optimizar o espaço!

Sílvia Cardoso—homify Sílvia Cardoso—homify
by homify Modern
Loading admin actions …

cozinha tem vindo a assumir um papel cada vez mais preponderante nas casas. Não cremos que em alguma altura tenha deixado de ser importante, mas parece-nos que, nos últimos tempos, as pessoas redescobriram o gosto pela cozinha. Há uma panóplia de contas de Instagram e blogues dedicados ao tema e instalou-se a “moda das dietas saudáveis” que é muito bem-vinda. Concorda connosco?

É, por isso, natural que as cozinhas sejam, hoje em dia, pensadas e projectadas de forma diferente. Antigamente, por exemplo, surgiam enquanto espaços independentes e isolados em relação às demais divisões. Quem estava a cozinhar não estava em contacto com as pessoas que estavam na sala de estar ou de jantar. Isso já não faz sentido. Cozinhar é partilhar e as famílias modernas hoje privilegiam espaços configurados numa lógica de plano aberto. Quando as cozinhas são pequenas, esta abordagem faz ainda mais sentido. Derrubar paredes é ampliar um espaço e torná-lo mais arejado.

E é sobre cozinhas pequenas que nos vamos hoje debruçar. Pequenas e modernas. Como é que pode ser decorada? Como planear uma área que nos garanta funcionalidade? Deixamos-lhe algumas dicas abaixo.

Acompanhe-nos.

​1. O que é que não pode faltar numa cozinha pequena de estilo moderno?

• Cores claras: as cores claras são as que melhor definem o estilo moderno, minimalista ou escandinavo e, numa área pequena, são particularmente importantes, na medida em que transmitem uma maior sensação de amplitude. Ora, se tem uma cozinha moderna, aposte em tons luminosos, como o branco ou os pastel, e deixe as cores mais escuras para os elementos decorativos que podem aparecer enquanto contraste.

• Ilha de cozinha ou península: sim, as ilhas de cozinha ou as península são estruturas, por norma, volumosas, mas isso não quer dizer que não tenham lugar numa cozinha pequena. Como lhe dizíamos, as cozinhas pequenas têm a ganhar quando estão abertas para a sala de estar e/ou de jantar e as ilhas ou penínsulas podem servir para demarcar virtualmente os limites do espaço e, claro está, como locais de arrumação adicionais. Além do mais, há ilhas pequenas com rodas que pode mudar de sítio a seu bel-prazer.

• Armários com linhas clean e superfícies lisas: armários de cozinha ornamentados e pesados? Esqueça isso. Opte por uma frente de cozinha composta por armários numa cor clara (o branco é sempre uma boa ideia) com linhas depuradas e superfícies lisas, modernas e fáceis de limpar.

• Boa iluminação: se há coisa que não pode faltar num espaço moderno é muita luz: natural e artificial. As janelas da sua cozinha devem ser desimpedidas para entrar o maior fluxo de luz natural possível. No que toca à luz artificial, sugerimos o uso de LEDs que são ecológicas e duram muitos anos. Coloque as LED sob os armários superiores para iluminar a bancada e embutidos no tecto.

• Móveis multifuncionais: a modernidade anda de mãos dadas com a funcionalidade. As famílias modernas procuram casas simples, práticas, confortáveis e que sejam fáceis de usar. Seja inteligente na compra dos seus móveis. Uma península ou ilha pode servir para a incorporação de electrodomésticos e da banca de lavar louça, para arrumação, como espaço de preparação de alimentos e enquanto superfície para refeições informais. Os balcões podem ter tábuas ou tabuleiros extraíveis. Abre-os enquanto faz as refeições e recolhe-os para debaixo da bancada no fim.

• Organização: a organização é crucial numa cozinha, sobretudo no estilo moderno. Ter uma cozinha com bons espaços de arrumação, para além de funcional, é mais interessante do ponto de vista estético já que o ambiente fica visualmente mais limpo. Em vez de uma simples gaveta, aposte numa gaveta com um interior já com divisórias para que cada objecto tenha o seu espaço. Em vez de prateleiras fundas, favoreça prateleiras extraíveis para ter tudo à mão de semear. Quando escolher os seus armários, tenha em conta estes pontos.

• Aço: há uma panóplia de materiais que podem ser usados numa cozinha moderna. Os materiais clássicos, como o mármore ou a madeira, também têm lugar neste estilo. No entanto, nenhum material é mais moderno do que o aço que pode ser usado nos detalhes ou ter uma presença mais expressiva.

• Tecnologia: só podíamos terminar com a tecnologia que se desenvolve a um ritmo alucinante e torna as divisões mais inteligentes. Luzes LED, placas de indução, torneiras eléctricas, fornos a vapor, frigoríficos com vidros que, através do toque, mostram o que está no interior, máquinas de lavar roupa que adaptam os programas ao tipo de louça que têm no interior, e assim sucessivamente. Ficaria espantado com a tecnologia que existe hoje para a cozinha.

​2. Planeamento de cozinha pequena: passo a passo para o espaço perfeito

Planear, planear, planear. O sucesso de um projecto, seja ele o da construção de uma casa, de uma remodelação ou de decoração, é planear. Quando um espaço é pequeno, é inevitável sermos especialmente cautelosos no que diz respeito à definição do seu layout. Uma má disposição dos móveis numa cozinha, por exemplo, pode comprometer por completo o seu bom uso. Mas vamos por passos.

Como planear uma cozinha pequena? Foque-se nos seguintes pontos:

• Tire as medidas: em primeiro lugar, comece por medir o espaço. Tudo o que escolher para a cozinha terá que ser em função da área que tem disponível. Quando for escolher os seus móveis e electrodomésticos, leve consigo as medidas que anotou.

• Pondere as suas necessidades: como pensa usar o espaço? Utiliza a cozinha numa base diária? Cozinha para muita gente? Gosta de receber pessoas? Faz cozinhados complicados? Responda a estas e a outras questões para não se esquecer de incluir nada.

• Defina o layout: tiradas as medidas e ponderadas as necessidades, pense na melhor forma de dispor os móveis e os electrodomésticos. Uma cozinha estreita e comprida poderá beneficiar de ter os móveis dispostos linearmente em duas linhas paralelas ou apenas numa linha sob o comprido, podendo a parede oposta ser reservada para um balcão para refeições rápidas ou para uma pequena mesa. Uma cozinha quadrada, por sua vez, dá-lhe a hipótese de organizar os móveis em “U” ou em “L”, libertando-se, assim, espaço no centro para circular. Um dos lados deste “U” ou “L” pode ser um balcão ou ilha. Faça um desenho para ilustrar aquilo que pretende. Não precisa de ser um Picasso. Um esboço já será útil.

by FABRI Eclectic

• Instalação eléctrica e canalização: o layout também dependerá da instalação eléctrica e da canalização. Se se tratar de um projecto de remodelação, verifique se pode manter as instalações ou se tem que as mudar de sítio. Se estiver a construir de origem, este aspecto é mais simples. Escusado será dizer que esta etapa antecede a de instalação de móveis ou revestimentos e que não se pode esquecer dos electrodomésticos mais pequenos que precisam de tomadas por perto. Vale ainda realçar que, por exemplo, a máquina de lavar roupa e a máquina de lavar louça devem estar perto uma da outra para manter o sistema de canalização simples.

• Iluminação: o projecto de iluminação deve ser flexível para que possa regular cada área da sua cozinha de forma independente. Enquanto janta, não precisa das luzes da bancada acesas e vice-versa, por isso é uma boa ideia ter sistemas autónomos.

• Escolha um estilo: o estilo moderno é o protagonista deste artigo e aquele que melhor se adapta a um espaço pequeno. É descomplicado, privilegia cores claras e incorpora soluções inovadoras e funcionais. Que mais se pode pedir? Nesta etapa, pode retirar, aqui da homify, algumas imagens de cozinhas de que gosta. É uma mais-valia ter uma referência para orientar o nosso projecto e mostrar aos profissionais que connosco trabalham aquilo que idealizamos.

• Institua o orçamento: agora que já tem a pedra basilar do seu projecto mais ou menos alinhavada, estabeleça o orçamento. Pense em quanto quer gastar e peça mais do que um orçamento para poder fazer uma escolha informada. A cozinha é uma das divisões mais caras da casa, sendo que a remodelação de uma casa custa, em média, 600€ a 1500€ por metro quadrado. Ao orçamento, acrescente uma margem de cerca de 10% para cobrir eventuais imprevistos. Note-se que este é um preço meramente indicativo.

• Contrate um profissional: não nos cansamos de repetir, aqui na homify, que contratar um profissional para nos ajudar a levar a cabo um projecto—de arquitectura, de decoração, etc.—é importante. Estes profissionais sabem gerir custos e optimizar os orçamentos que lhes são disponibilizados, encontrando soluções com boa relação qualidade/preço. Ter, do nosso lado, um profissional em quem confiamos é, sem dúvida, um descanso.

• Escolha móveis, materiais e revestimentos: quando definimos o nosso tecto orçamental, afunilamos, de imediato, as nossas escolhas, o que é vantajoso. Escolha uma frente de cozinha moderna e com um design apelativo e revestimentos duráveis e fáceis de limpar. Para a parede backsplash pode, por exemplo, escolher azulejos estilo parede de metro. Peça amostras de cores e ponha-as juntas para perceber se funcionam.

• Prefira electrodomésticos da classe energética A+ ou superior: os electrodomésticos têm a chamada etiqueta energética uma escala energética que vai do D (menos eficiente) à classe A+++ (a mais eficiente). É preferível pagar mais por um electrodoméstico energeticamente eficiente e poupar, todos os meses, nas facturas de água e luz.

​3. Truques para optimizar o espaço de uma cozinha pequena

Há alguns truques muito úteis para se optimizar o espaço numa cozinha pequena. Entre eles, destacaríamos os seguintes:

• Favoreça um layout funcional: já aqui descortinamos a importância de um layout funcional. Uma cozinha, por mais bonita que seja, nunca funcionará se a configuração for estranha. A banca, o frigorífico e o fogão/forno devem estar perto uns dos outros e ser facilmente acessíveis.

• Seja inteligente a escolher as cores: escolha uma paleta cromática e seja-lhe fiel. Num espaço pequeno, não deve introduzir muitas cores e, muito menos, cores demasiado vibrantes ou fortes. Prefira cores claras, neutras e naturais e introduza materiais orgânicos como a madeira. Seja consistente.

• Use prateleiras, divida os armários em blocos distintos e/ou dispense os armários superiores: bem sabemos que, numa cozinha, parece que o espaço nunca chega. Porém, demasiados armários farão com que a área se torne claustrofóbica e pareça ainda mais pequena. Uma boa alternativa é substituir os armários superiores por prateleiras abertas. São mais leves e, ainda por cima, estão dentro das tendências. Se prateleiras não são para si, considere armários com portas de vidro. Pode, também, intercalar os tradicionais armários com portas com prateleiras ou, pura e simplesmente, dispensar o uso de armários superiores. Outro truque muito usado por designers é escolher uma cor clara para os armários superiores e uma mais escura para os inferiores.

• Planeie a iluminação com cuidado: a iluminação… sempre a iluminação! Num espaço pequeno, é mesmo importante a luz ser bem trabalhada. Luzes embutidas, luzes dentro dos armários, luzes na zona de refeições e, acima de tudo, luz natural. Um bom profissional não descurará, por certo, esta parte do projecto.

• Acessórios com uma função: se a área de que dispõe é limitada, não vale a pena ter em cima do balcão objectos de que não precisa com regularidade. Usa todos os dias a máquina do café? Deixe-a sobre a bancada. A batedeira é bonita e gostava de a ter exposta, mas não usa assim tanto? Guarde-a. Não sobrecarregue o espaço porque vai precisar dele para trabalhar.

• Peças de design: não têm por que não ser ambicioso mesmo se a sua cozinha é pequeno. Preste atenção ao detalhe e incorpore na decoração objectos com estilo. Os puxadores dos móveis, um candeeiro de tecto, a cerâmica que cobre o chão podem fazer toda a diferença e tornar o espaço grande… e grandioso!

​4. Que profissionais lhe podem ser úteis neste projecto?

Na homify, reunimos uma vasta lista de profissionais que organizamos por áreas distintas. Consulte a nossa lista de designers de cozinhas e procure um que trabalhe dentro da sua área de residência. Basta, para isso, adicionar o seu código postal ou nome da área servida. Para completar o seu projecto, pode também ser oportuno consultar a nossa lista de decoradores.


Recomendado:
- 20 fantásticas portas de correr para uma cozinha pequena 

Modern Houses by Casas inHAUS Modern

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!