10 tipos de vidro para usar no exterior ou na decoração da sua casa | homify

Request quote

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
By clicking 'Send' I confirm I have read the Privacy Policy & agree that my foregoing information will be processed to answer my request.
Note: You can revoke your consent by emailing privacy@homify.com with effect for the future.

10 tipos de vidro para usar no exterior ou na decoração da sua casa

Sílvia Cardoso—homify Sílvia Cardoso—homify
Modern Windows and Doors by dacruzphoto Modern
Loading admin actions …

Quando se constrói uma casa, há várias escolhas que temos que fazer. Inicialmente, pensamos no estilo da casa. Depois, debruçamo-nos sobre o tamanho da mesma e ponderamos o leque de possibilidades mediante o orçamento disponível. Porém, mais do que a forma, importam os materiais escolhidos para a construção. Afinal de contas, de nada adianta uma casa bonita se não tiver qualidade e oferecer conforto.

Entre a panóplia de materiais que compõem uma casa, temos, claro está, o vidro. Os tipos de vidro para a fachada e/ou os tipos de vidro para janelas são vários e possuem distintas propriedades físicas e químicas. A cada um estão inerentes determinadas características que devemos pesar consoante o tipo de casa (moderna, rústica, clássica, etc.), o local onde se situa (é barulhento ou tem pouca privacidade?), o clima da região (os dias são quentes e soalheiros ou frios?), entre outras coisas.

Mas nem só no exterior se usa o vidro. Como sabe, é um material que aparece recorrentemente na decoração pela sua beleza, leveza e versatilidade.

Hoje, escrevemos-lhe sobre os diferentes tipos de vidro e respectivas características para que faça uma escolha informada. Esperamos esclarecê-lo.

​1. Vidro comum ou float

Começamos pelo tipo de vidro comum ou float que é o vidro padrão com um acabamento liso e que não recebe qualquer tipo de tratamento. Este tipo de vidro está na origem da criação de todos os outros tipos de vidro, motivo que o torna o menos dispendioso. Tem, na sua composição, sílica, potássio, alumina, sódio, magnésio e cálcio.

​2. Vidro duplo ou triplo (eficiência energética)

Os vidros duplos e triplos combinam, como o próprio nome indica, dois ou três planos de vidro paralelos separados por um espaço com gás inerte ou ar que garante o conforto térmico e acústico da casa.

O gás inerte pode ser argão ou criptón. Por gás inerte entenda-se o gás que não é reactivo em circunstâncias normais e que, vale realçar, não é nefasto para a saúde dos moradores da casa.

O gás argão—um gás purificado—é mau condutor de calor e quando é inserido entre os planos de vidro, melhora o desempenho dos vidros duplos ou triplos em 15%. O gás crípton é também muito eficaz, mas mais caro, pelo que é menos usado do que o argão que oferece uma boa relação qualidade-preço.

Os vidros duplos ou triplos preenchidos com gás devem ter uma distância de cerca de 13mm. Se forem preenchidos com ar, a distância poderá ser de 16cm.

​3. Vidro de baixa emissividade (eficiência energética)

Os vidros de baixa emissividade são especialmente revestidos para prevenir que o calor gerado no interior da casa se escape para o exterior. Estes vidros têm uma camada/revestimento invisível que reduz acentuadamente a transferência de calor e reflecte o calor do interior de volta para o espaço da casa. As janelas de casas mais antigas não costumam ter vidros de baixa emissividade, mas vale a pena substituir para melhorar a eficiência energética da casa e, com isso, gastar menos em contas no fim do mês. Estes vidros são especialmente importantes em edifícios muito envidraçados e para janelas orientadas para Norte ou Este.

​4. Vidro temperado (vidro de segurança)

Os vidros temperados passam pela têmpera, um processo de tratamento térmico ou químico que assenta no arrefecimento e aquecimento repentino do vidro. Este tratamento torna o vidro mais durável e propicia-lhe maior resistência mecânica. O vidro temperado, quando quebra, em vez de se estilhaçar em bocados cortantes, reduz-se a pequenos fragmentos. É, por isso, mais seguro e, como tal, é o único que pode ser usado em portas sem que estas tenham caixilhos.

​5. Vidro laminado (vidro de segurança)

O vidro laminado forma-se a partir de duas camadas de vidro que possuem uma película fina entre elas. Esta película, em resina ou PVB (polivinil butiral), impede que os estilhaços se dispersem se o vidro se partir. Quando o vidro laminado sofre um impacto forma-se nele um efeito tipo teia de aranha. É preciso um impacto forte para, efectivamente, quebrar. Os vidros laminados oferecem, ainda, um eficaz desempenho térmico e acústico já que a película surge como isolante. Por este motivo, é uma constante o seu uso na arquitectura.

​6. Vidro aramado (vidro de segurança)

O vidro aramado tem uma rede quadriculada metálica (em arame) que o segura caso se parta, pelo que também se insere, tal como o vidro laminado e temperado, na categoria dos vidros de segurança. É um vidro muito utilizado em portas corta-fogo e nas saídas de emergência já que a grelha que o compõe inviabiliza que ele se desfaça perante temperaturas altas.

​7. Vidro impresso (visibilidade reduzida)

Muito utilizado em janelas de casa de banho, portas de duche e móveis, este duche tem, na sua superfície, a gravação de um desenho (pode ser canelado, estriado, ao xadrez ou ter outras fantasias como folhas, etc.). Esta impressão é feita no vidro quando ele ainda está quente e pode ser utilizada em vidros comuns, laminados, temperados, entre outros. O desenho na superfície do vidro, para além de proporcionar privacidade, é decorativo. Apesar de bloquear a visão e distorcer os contornos, não compromete a passagem de luz natural.

​8. Vidro jacteado (visibilidade reduzida)

O vidro jacteado (fosco ou esmerilado) tem as mesmas aplicações que o vidro impresso. Tal como este último, também deixa passar a luz natural ao mesmo tempo que protege a privacidade dos moradores ou resguarda o conteúdo do interior dos móveis. Este vidro, em vez de deformar os contornos, desfoca-os. O vidro jacteado recebeu este ano porque recebia jactos de areia no seu fabrico para ficar com o efeito que lhe conhecemos. Hoje em dia, é fabricado numa cabine fechada com pós abrasivos eficazes e menos tóxicos.

​9. Vidro serigrafado

O vidro serigrafado é pintado a altas temperaturas com uma tinta vitrificada (também conhecida como esmalte cerâmico). A imagem escolhida para ornamentar o vidro é aplicada através de uma tela de silkscreen e passada para o vidro por via de uma emissão luminosa. Após este processo, o vidro vai ao forno e os pigmentos cerâmicos fundem-se e dão origem a um vidro temperado altamente resistente. Estes vidros têm propriedades decorativas notáveis e são eficazes no bloqueio de raios infravermelhos e UV. O vidro serigrafado pode ser usado em portas, paredes divisórias, tampos de mesa, entre outras coisas.

​10. Vidro espelhado

O vidro espelhado tem uma camada reflectiva (daí também ser conhecido como vidro reflectivo) ou metalizada numa das superfícies, pelo que é usado amiúde nas janelas para proteger a privacidade de quem está no interior da casa. Contudo, os vidros espelhados não afectam a visibilidade do interior para o exterior. Esta camada também reflecte os raios solares e reduz, desta forma, a passagem do calor para o interior das casas.

​Que profissionais lhe podem ser úteis?

Casa Varatojo Modern Living Room by Atelier Data Lda Modern
Atelier Data Lda

Casa Varatojo

Atelier Data Lda

Para escolher os melhores vidros para a sua casa, deve aconselhar-se junto de um arquitecto. Este profissional saberá escolher as melhores soluções para o tipo de casa e orçamento disponível. Pode, ainda, consultar uma empresa vidraceira. Aqui na homify, dispomos de uma vasta lista de profissionais organizados por categorias. Afunile a sua pesquisa através da adição do seu código postal ou nome da área de residência. Compare orçamentos antes de tomar uma decisão.

Recomendado:
- 10 terraços modernos com tecto de vidro

Modern Houses by Casas inHAUS Modern

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!