Chão de cozinha: beleza, durabilidade e praticidade!

Request quote

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
By clicking 'Send' I confirm I have read the Privacy Policy & agree that my foregoing information will be processed to answer my request.
Note: You can revoke your consent by emailing privacy@homify.com with effect for the future.

Chão de cozinha: beleza, durabilidade e praticidade!

Sílvia Cardoso—homify Sílvia Cardoso—homify
Modern Kitchen by Architect Your Home Modern
Loading admin actions …

Escolher o material apropriado para revestir o chão da cozinha não é tarefa para ser encarada com leveza. O chão da cozinha está exposto a agressões que não existem noutras divisões da casa e, como tal, deve ser resistente e garantir durabilidade. Já pensou bem no dia-a-dia da sua cozinha? Contrariamente ao que acontece na sala de estar e de jantar, onde estamos sentados, ou do quarto, onde estamos na cama a dormir, na cozinha andamos de trás para a frente, deixamos cair coisas e as manchas de gordura não tardam a aparecer. Além do mais, o ambiente é, em alguns momentos, muito quente ou húmido, factores que têm impacto no estado dos materiais.

Ainda assim, desengane-se quem pensa que a funcionalidade compromete a estética. Pelo contrário, há opções—e são cada vez mais—que reúnem o melhor dos dois mundos e que percorrem preços variados.

Neste artigo, vamos partilhar consigo algumas dicas para o ajudar no processo de escolha.

Acompanhe-nos.

1. O que considerar antes de escolher o chão da cozinha?

Pode começar por colocar algumas questões simples: o que procura num chão da sua cozinha? Que uso dá ao espaço? Qual é o estilo da sua casa? Qual é o seu orçamento? E por aí adiante. Entre as questões que nos parecem mais importantes, destacaríamos as seguintes:

Durabilidade - nada mais inoportuno do que ter na cozinha um chão que fica manchado por tudo e por nada. Para além de pouco prático, a ideia é o chão durar muitos anos e não ter que ser substituído com regularidade. O material tem que aguentar a humidade, o calor, as manchas—de gordura e não só—e o uso diário. Dificilmente ficará imaculado para sempre, mas convém durar umas décadas.  

Fácil de limpar - esta é, sem dúvida, uma das primeiras características que nos atravessa a mente quando pensamos num chão de cozinha. Esqueça materiais porosos que nos fazem suar para limpar—muitas vezes, sem sucesso!—e favoreça superfícies lisas que rapidamente se limpam com uma esfregona ou com o passar de um pano.

Um bom preço - mas sempre aliado a uma boa qualidade, claro. Como é óbvio, a questão do preço é relativa. O que é caro para uma pessoa não é para outra. Porém, será que quer mesmo gastar uma quantia avultada para cobrir o chão? Não prefere que sobre algum dinheiro para comprar aquele electrodoméstico de ponta a que vai dar imenso uso?

Segurança - com os líquidos a cair constantemente ao chão, é perigoso ter um piso escorregadio. 

Beleza - a cozinha já não é apenas vista como uma área que se destina a um uso prático. Na verdade, mais do que um espaço onde se preparam os alimentos ou se fazem as refeições, a cozinha é uma divisão que pertence ao núcleo social da casa e que se quer bonita. Dito isto, escolha um material que o seduza do ponto de vista estético e que lhe proporcione conforto.

2. Materiais populares para o chão de cozinha: cerâmica

A cerâmica será sempre um dos materiais mais usados para o piso da cozinha. Tem um custo acessível, está disponível em diferentes cores, formas e tamanhos e é resistente à humidade e ao calor típicos de divisões como a cozinha e a casa de banho. Tratando-se de uma cerâmica com boa qualidade, pode durar 20 ou mais anos. Contudo, mesmo que uma peça se rache, parta ou manche, é fácil substituí-la, o que não acontece com todos os materiais. Pode, aliás, comprar peças adicionais para usar numa eventualidade. 

Em contrapartida, trata-se de um material que pode tornar os ambientes frios, sobretudo no Inverno, para além de não ser propriamente confortável ao toque. Todavia, podem-se mitigar estes defeitos com tapetes ou passadeiras.

No que à cerâmica diz respeito, temos visto amiúde pisos em ladrilho hidráulico na cozinha. Este é um tipo de revestimento artesanal fabricado em cimento pigmentado em moldes trabalhados com uma prensa hidráulica. O ladrilho hidráulico sobressai pelas cores vibrantes que dão vida e personalidade a qualquer espaço.

3. Materiais populares para o chão de cozinha: porcelanato

O porcelanato é composto por uma mistura de argilas, feldspato, areias feldspáticas e, por vezes, caulins, filitos e aditivos. É usado para revestir a cozinha e outras divisões da casa. Trata-se de um material prático, fácil de limpar e versátil, apresentando alta resistência e uma baixa absorção. A resistência é, aliás, uma das principais vantagens do porcelanato que tolera altos impactos e que é, por isso, muito usado em contextos comerciais. Como é denso, tolera melhor a penetração de líquidos e a formação de manchas do que outros tipos de cerâmica. Além do mais, é bastante resistente ao fogo e pode durar ao longo de anos, o que reduz a probabilidade de ter que gastar dinheiro a substituir.

Tal como a cerâmica, o porcelanato é pesado, o que torna o seu transporte difícil. Além disso, é caro, embora o investimento compense a longo-prazo devido à alta qualidade. Os tipos de porcelanato mais conhecidos no mercado são o polido (com um acabamento que lhe dá uma aparência lisa e brilhante), o esmaltado (com uma camada de esmalte brilhante ou mate), o acetinado (com um acabamento menos brilhante e, por isso, visualmente menos cansativo), o natural (usado em espaços comerciais e menos escorregadio) e o estruturado (com uma superfície levemente abrasiva e bom para áreas húmidas). No acabamento em esmalte, importa ter em consideração o PEI (Porcelain Enamel Institute) que avalia o tipo e a qualidade do esmalte numa escala que vai de 1 a 5. Para o piso, recomendamos o PEI 3.

4. Materiais populares para o chão de cozinha: madeira

A madeira é, provavelmente, o material mais versátil para utilizar em casa, adaptando-se a qualquer estilo e gosto decorativo. Fruto das suas características naturais, acrescenta uma enorme sensação de aconchego e conforto que valoriza qualquer ambiente.

Ainda assim, tendo em conta as especiais condições do espaço em questão, há que ter em conta que a utilização da madeira obriga a escolhas acertadas e rigorosas que visem manter ao máximo a funcionalidade da cozinha. Nem todas as madeiras estão preparadas para um ambiente húmido e quente. Por isso mesmo, deve optar por uma madeira resistente e aplicar-lhe o revestimento e o tratamento indicado. 

Podemos, assim, dizer que, quando bem escolhida, a madeira garante para sua casa três características fundamentais: durabilidade, sofisticação e aconchego.

​5. Materiais populares para o chão de cozinha: PVC (vinil)

Foi inventado durante a década de 1930 e conheceu o seu pináculo no pós II Guerra Mundial, competindo com o linóleo como melhor opção low-cost para cozinhas e casas de banho. Hoje em dia, continua a ser uma opção popular, embora lhe sejam conhecidas desvantagens.

O piso em PVC (vinil) é de fácil manutenção. Com uma simples esfregona, consegue remover as manchas. Na verdade, há poucos materiais tão fáceis de manter como o vinil. Outro dos motivos que justifica a sua ampla aplicação em cozinhas (e casas de banho) é a impermeabilidade. O vinil é um material quase impenetrável. A isto junta-se o facto de ser suave e confortável (mais do que a cerâmica, por exemplo) e barato mesmo quando é de alta qualidade. Para além da durabilidade—de até 20 anos ou mais—é fácil de instalar.

Por outro lado, são usados químicos na manufactura do vinil que podem provocar alergias e asma aquando da sua instalação. Vale a pena lembrar que não é biodegradável, ou seja, não se elimina na natureza num curto período de tempo, para além de raramente poder ser reciclado. Ainda no que à ecologia concerne, note-se que é um material que requer a utilização de recursos naturais não renováveis, como o gás natural e o petróleo, quando fabricado. Não menos importante, é a descoloração que pode apresentar quando exposto a borracha (solas de sapatos, tapetes antiderrapantes, etc.). 

Estes prós e contras podem variar consoante a qualidade do vinil e a forma como foi fabricado. Há vinis reforçados com fibra de vidro que são extremamente duráveis.

6. Materiais populares para o chão de cozinha: cimento queimado

Para uma abordagem mais moderna e minimalista, temos o cimento queimado. Feito à base de cimento e de areia, está entre as opções mais baratas para pisos. Para além de pouco custoso, é durável e resistente, pelo que é difícil danificá-lo. Não tem, por isso, que se preocupar com o arrastar de cadeiras ou mesas e com as demais agressões a que ele está sujeito na cozinha. Na verdade, é praticamente impossível riscar um piso de cimento queimado. A aplicação é simples. Todos os pisos assentam sob uma subcamada, mas, neste caso, a própria subcamada é o piso. Pode limpá-lo com água e um detergente neutro e passar cera duas ou três vezes por ano para que ele mantenha um aspecto bonito. Se a manutenção for cuidada, o piso em cimento queimado pode durar uma vida. Mas há mais. No caso de se cansar do seu piso em cimento queimado, não precisa de retirar para pôr outro. Basta pôr o novo por cima.

E as desvantagens? Ora, é um piso duro e frio que pode provocar desconforto, especialmente se morar numa região fria. As carpetes podem minimizar o problema, mas se procura algo mais caloroso e aconchegante, esta não é a melhor opção.

​7. Materiais populares para o chão de cozinha: laminados

Não podíamos deixar de incluir o piso laminado na nossa lista. É uma boa alternativa para os pisos de madeira, de pedra ou de cerâmica, na medida em que produz o efeito dos mesmos de forma bastante realista. O laminado surge da aglomeração de várias lâminas/camadas que depois levam um acabamento que reproduz o aspecto desejado. O laminado tem vindo a crescer em popularidade pela fácil instalação, preço e manutenção. A durabilidade é, no entanto, menor do que a dos materiais reais.

​8. Que profissionais me podem ajudar a escolher o piso de cozinha?

Modern Kitchen by CNLL Modern

Os materiais que aqui mencionados são alguns dos mais populares. Porém, ao construir ou remodelar a sua casa, deve pedir ajuda a um profissional para escolher o piso que mais se adequa ao espaço e às suas necessidades. Aqui na homify, reunimos uma vasta lista de profissionais organizados por categorias. Clique sobre o separador “Profissionais” e depois seleccione “Designers de Cozinha” ou “Pavimentos” para começar o seu projecto. Não se iniba de pedir orçamentos e compará-los.

Modern Houses by Casas inHAUS Modern

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!