14 maneiras de proteger a sua casa contra incêndios | homify

Request quote

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
By clicking 'Send' I confirm I have read the Privacy Policy & agree that my foregoing information will be processed to answer my request.
Note: You can revoke your consent by emailing privacy@homify.com with effect for the future.

14 maneiras de proteger a sua casa contra incêndios

Elisabete Figueiredo—HOMIFY Elisabete Figueiredo—HOMIFY
by SegmentoPonto4 Country
Loading admin actions …

Chega o verão e com ele os dias longos, o sol em brasa, o vento quente… E os incêndios! Infelizmente a cada ano o nosso Portugal arde perante a impotência das populações e a despeito do esforço hercúleo desses heróis anónimos que são os bombeiros. Hectares de floresta reduzidos a cinzas e espetros negros de árvores queimadas, perdas materiais impossíveis de contabilizar e perdas de vidas humanas e animais. Vidas destroçadas.

E todos os anos sem exceção nos perguntamos o que podemos fazer enquanto país para acabar com este flagelo. A nível nacional muito haverá a melhorar com certeza, mas aí pouco podemos fazer. No entanto dentro de nossa casa há várias medidas que podem ser tomadas para diminuir o risco de incêndio. Sim, porque não é só no verão que este risco espreita as nossas habitações!

Claro que quando a devastação é uma tragédia como esta a que temos assistido estas medidas não vão impedir as chamas de avançar, mas podem contribuir para que não seja em nossa casa que o fogo começa.

Conheça bem a sua habitação e o edifício onde está inserida, confirme que cumpre com os requisitos legais impostos pelo Regulamento de Segurança contra Incêndios em Edifícios de Habitação e ponha em prática as nossas sugestões. Vai sentir-se bem mais seguro.

1. Arrume!

modern  by URBN, Modern

O minimalismo não é apenas uma tendência de decoração e arquitetura muito atual, é também uma forma muito eficaz de diminuir não só o risco de incêndio, mas os danos que possam ocorrer numa eventual evacuação. 
Mas se este estilo não vai de encontro ao seu gosto não é obrigado a ter uma casa despida de acessórios, basta que a mantenha limpa e arrumada, com a vias de passagem devidamente desobstruídas. A acumulação de materiais inflamáveis que a falta de limpeza e a desarrumação provocam são pasto fácil para as chamas, e vão dificultar muito a saída de o incêndio ocorrer!

2. Cuidado com os fósforos

Acabar com os fósforos e isqueiros em casa será uma boa ideia, mas por vezes temos de concordar que são úteis e até mesmo imprescindíveis. No entanto tenha em conta duas medidas elementares:—mantenha tanto os fósforos como os isqueiros fora do alcance das crianças (todos sabemos da criatividade das crianças e as brincadeiras com o fogo podem ser extremamente perigosas), e sempre que utilizar um fósforo certifique-se de que este está perfeitamente apagado antes de o deitar para o caixote do lixo!

3. Vigie o fogão

Ter uma cozinha espetacular como a da imagem, da autoria do gabinete de arquitetura SEGMENTOPONTO4, com uma placa de indução, é meio caminho andado para o risco de incêndio ser mais baixo, mas nem assim está imune às chamas. Por isso seja qual for o seu fogão não deixe de o vigiar enquanto tem panelas ou frigideiras ao lume, para poder intervir de imediato.

Em caso de ter uma frigideira com óleo a arder nunca, mas mesmo NUNCA use água para tentar apagar as chamas! Isso pode resultar em queimaduras graves ou em espalhar as chamas para o espaço em redor pois a água vai fazer o óleo espirrar. Abafe as chamas com uma tampa, ou, preferencialmente com uma manta ignífuga. Todas as cozinhas deviam ter uma à mão!

4. Cuidado com as roupas quando está a cozinhar

Claro que todos gostamos de nos sentir bonitos e cheios de estilo, mesmo quando estamos a cozinhar. Mas nessas circunstâncias o melhor é evitar roupas muito largas soltas pois as roupas são, na sua maioria, bastante inflamáveis. O mais sensato será tirar casacos, prender bem as mangas acima dos cotovelos e usar um avental catita como o da imagem para prender as roupas soltas ao corpo.

5. Areje

Entrou em casa e sentiu um intenso cheiro a gás? Estava a tomar banho e sentiu o cheiro inconfundível do gás misturado com o armo do gel de banho? A primeira medida é apagar o fogão, o aquecedor a gás e o esquentador, a seguir fechar a válvula—se souber onde ela se encontra, senão saia de imediato. Depois abra portas e janelas para arejar o espaço, saia de casa e chame os técnicos.

Já agora uma curiosidade sabia que o gás por si não tem cheiro? O cheiro que sente de cada vez que o gás se escapa é um odorizante que os produtores colocam junto com o gás precisamente para tornar detetáveis as fugas de gás!

6. Proteja as lareiras e fogões

Nada melhor do que o aconchego de uma lareira em dias frios, mas estes equipamentos são os maiores responsáveis pelos incêndios em habitações durante os meses frios.

Por isso proteja a sua lareira para que esta não se transforme num foco de incêndio. Coloque uma proteção em frente às chamas para evitar a dispersão de fagulhas. Instale uma secção de chão incombustível em frente à área da lareira. Limpe e inspecione cuidadosamente a chaminé e os depósitos de cinzas. Garantimos que além de prevenir incêndios vai melhorar substancialmente a qualidade do ar da sua casa.

7. Certifique-se que a instalação elétrica está em condições

Os curto-circuitos são responsáveis por incontáveis incêndios praticamente desde que existe eletricidade. Para os evitar certifique-se que a sua instalação elétrica está nas melhores condições solicitando a sua inspeção a profissionais qualificados.

E se é dotado para os arranjos não se deixe tentar pelo improviso… Nunca utilize fios metálicos para substituir fusíveis, use antes fusíveis a sério do mesmo tipo e certificados.

8. Não sobrecarregue

Sabe aquelas extensões de tomadas triplas, quadruplas ou quíntuplas? Nunca as sobrecarregue, nem mesmo por curtos períodos de tempo! As tomadas sobrecarregadas provocam curto-circuitos e curto-circuitos causam incêndios. 

Não adquira extensões elétricas não certificadas. Podem ser mais baratas no imediato, mas podem sair-lhe muito caras.

Nunca faça improvisos com carregadores ou cabos de equipamentos elétricos e eletrónicos. Se os acessórios de origem se estragarem certifique-se de que compra e utiliza outros compatíveis, de preferência aprovados pela marca.

9 . Faça verificações periódicas

A cada mudança de estação verifique cuidadosamente o estado da cablagem de aquecedores, ares condicionados de chão, ventoinhas e outros equipamentos. Substitua ou mande arranjar por técnicos especializados sempre que detetar deterioração. Não se esqueça de verificar também as tomadas onde os aparelhos vão ser ligados, e já agora todas as outras da casa!

E no inverno nunca tape os aquecedores com roupas. Pode parecer um método de secagem rápido mas o sobreaquecimento das peças de roupa pode levar à ignição e rapidamente terá um incêndio em sua casa.

10. Evite fumar dentro de casa

Sea Side Modern Bedroom by Pixers Modern
Pixers

Sea Side

Pixers

Nós percebemos, há alturas em que o apelo de um cigarrinho no conforto da cama quentinha pode parecer irresistível. Mas pela sua segurança, resista à tentação, os seus pulmões agradecem e a sua casa também! A cama ou mesmo o sofá convidam ao sono, e um cigarro acesso é incêndio na certa.

Se não consegue mesmo evitar fumar dentro de casa utilize cinzeiros bem grandes e certifique-se de que as pontas estão mesmo apagadas antes de as atirar para o lixo.

11. Se puder evite as substâncias inflamáveis

Álcool, gasolina, benzina, petróleo e outros produtos inflamáveis devem ser deixados lá fora, mas se não puder evitar a sua utilização certifique-se de que estão armazenados num local fechado, inacessível aos mais pequenos e nunca numa zona de passagem. Não vai querer uma deflagração violenta à sua frente se estiver a fugir de um incêndio! 

E nunca deixe velas e lamparinas a arder sem supervisão. Dar conta tarde demais pode ser o fim da sua casa como a conhece.

12. Não acumule

O mantra da arrumação não se limita às áreas de vivência da habitação. Arrecadações, áreas de arrumação, sótãos e garagens são muitas vezes descuradas e servem para guardar (acumular) um sem número de coisas, na sua maior parte muito inflamáveis. Papeis, roupas, lubrificantes e até combustíveis, são pasto para a rápida propagação do fogo.

Passe ao ataque e livre-se de toda a tralha acumulada. E evite ao máximo guardar e acumular substâncias tóxicas, que fazem nuvens de fumo tóxico ao arder, inflamáveis ou explosivas, em casa ou em anexos próximos!

13. Tenha um extintor à mão

Este extintor é apenas um candeeiro, uma forma engraçada de aproveitar um destes equipamentos em fim de vida. Mas é fundamental ter um verdadeiro e funcional em sua casa.

Parece-lhe um exagero? Acredite que não é. Um pequeno extintor pode fazer toda a diferença em evitar a propagação de um incêndio. Informe-se sobre a forma correta de os utilizar e sobre a escolha que deve fazer junto de profissionais da área da segurança.

14. Planeie a evacuação

Tenha sempre mão os números de emergência da sua zona, em especial o dos bombeiros. E quando tiver de recorrer a eles certifique-se de que o faz de forma calma e coerente para facilitar o seu trabalho.

Estude bem a sua casa e elabore um plano evacuação em caso de incêndio, estabelecendo prioridades, técnicas de sobrevivência e vias mais rápidas. Se não souber como fazê-lo peça ajuda profissional. E depois treine o plano com a sua família envolvendo-os num pequeno simulacro. As crianças já estão habituadas às simulações nas escolas e vão colaborar muito bem.

Ficou um pouco deprimido com este artigo pese embora a sua utilidade? Então, antes de pôr em práticas as medidas aconselhadas leia o artigo ’10 piscinas espetaculares’. Vai ver que fica a sentir-se melhor!

Modern Houses by Casas inHAUS Modern

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!